COMPRAR O QUE NÃO PODEMOS VER E TESTAR: MUITO COMPLICADO…

Ao vir a NAGEM no dia 26 de maio de 2010, por volta das 12 horas e buscar comprar uma impressora, me deparei com um produto que o mesmo só poderia ser comprado lacrado na caixa, dificultando para o consumidor (EU) a compra, ou seja, EU teria que comprar algo as cegas.

E como fica o direito do consumidor de testar o produto?

Direito que tem o consumidor de saber, ver, pegar e analisar o que está comprando foi negado!!!!!

Então, levei apenas uma impressora e não uma multifuncional, como desejava.

Ao chegar em casa, nem abri a caixa, analisei a situação, pensei bastante e resolvi voltar na NAGEM e devolver o produto e comprar o que estava fechado na caixa.

Mas, fiz o seguinte: LEVEI MEU COMPUTADOR, POIS NO ATO DA COMPRA, POIS A CAIXA DO MESMO SÓ PODERIA SER ABERTA APÓS EU PAGAR, CITEI QUE IRIA LIGAR MEU NOTEBOOK E TESTAR TUDO, ATÉ APRENDER COMO FUNCIONA TUDO, POIS É A PRIMEIRA VEZ QUE COMPRO UMA MULTIFUNCIONAL.

Ao solicitar a troca do produto, não houve problema, apenas verificações rotineiras.

O mesmo foi trocado pela outra que era a da caixa fechada, pois não havia nenhum exposto na loja, assim obrigando realmente o consumidor (EU) a comprar sem ver o produto e nem testá-lo, só fazendo isso em casa, coisa que eu jamais faria.

Ao solicitar testar o produto, saber como funciona, a princípio não foi negado e uma outra funcionária disse: FAÇA TUDO QUE A CLIENTE QUER. A vendedora Jaqueline apenas passou para um colega funcionário, pois foi almoçar.

O mesmo atenciosamente mostrou como instalar tudo, ligar a impressora para fazer as diversas funções, tirar cópia, imprimir e, quando solicitei após tudo instalado me ensinar como digitalizar, o mesmo disse que eu tinha que entrar em contato com o 0800 da HP, pois não é função de funcionário orientar, ou seja, só faz atender e vender.

Solicitei o gerente, o mesmo como sempre ocorre está almoçando, o sub gerente, me disseram não ter, alguém que possa resolver? Depois de muito tempo e de ver como o funcionário que a princípio havia me atendido tão bem, como ele me olhou com uma cara de quem não gostou, então o sub do sub do sub, sei lá, do sub gerente ou alguém que pudesse resolver, apareceu a Sofia que pedi para aguardar enquanto eu mesma consumidora, buscava acertar fazer a digitalização.

A gerente que estava em almoço era a Daniele Mariz, segundo a Sofia.

Citei na hora que irei anotar tudo e comecei ali mesmo a digitar esse texto, vejam e observem quanto tempo perdi e até falei em voz que ela pudesse ouvir o que eu digitava.

Ressaltei colocar tudo no meu blog.

É uma pena que uma empresa como essa conceituada, tenha restrições a orientar o consumidor, diante de produtos caros que vende e ainda divulga dar um  bom atendimento.

Vender na verdade, nem precisa de gente, só de prateleira, pois podemos ler e  escolher.

Mas, atender, pede GENTE e gente disponível. E, são poucos e raros que fazem isso, por isso o atendimento inadequado cada vez mais se prolifera no mundo.

ENTÃO VAMOS:

DIZER NÃO AO MAU ATENDIMENTO.

REJEITAR A COMPRA DE PRODUTOS QUE DEVEM SER TESTADOS.

RECLAMAR DOS NOSSOS DIREITOS E COBRAR.

Dessa forma todos ganhamos.

Caro LOJISTA, faça o que diz em sua divulgação:

UM BOM ATENDIMENTO.

Ana Rique – http://www.anarique.net

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: